Isolação
Home Isolação

Quando você é solteiro, você deve superar a sua própria isolação intelectual, moral e espiritual para ramificar-se até a maior compaixão: ver o mundo de outro como "o" mundo para eles, e ainda aceitá-lo e desejar o seu sucesso em comunhão com o seu próprio (a qualquer grau variante de relacionmento ou casamento ou momento dita).

O que é assustador sobre relacionamentos é que eles criam um novo mundo, um "nosso mundo". Você pode ver isso em casais mais velhos que compram recreacionalmente ou engajam em atividades públicas nos finais de semana; o mundo é definido para eles, e eles buscam por algo externo que confirme isso, mas basicamente seus caminhos e os caminhos deles são definidos pelo relacionamento em si mesmo. Você pode ver em amantes adolescentes que – pode funcionar pra eles, uma vez que o primeiro amor é o menos atravancado – existem em um mundo para eles mesmos e não desejam se relacionar com mais nada. Finalmente, você pode ver em pesssoas amarguradas de 27-35 anos que, tendo formado um relacionamento, nervosamente o consultam como uma base para um estilo de vida; no caso deles (o mais patético) o conceito de relacionamento na idade da vida é mais importante do que o relacionamento tangível em si mesmo, uma vez que a maioria deles está num segundo casamento e/ou seu décimo primeiro amante, entretanto estão ambos entediados e com medo do conceito de relacionamento, ainda buscam fazer um não-ameaçador através de contrato legal. Os piores são os "empoderados", onde o contrato é quase colocado em termos legais. Não há contato atual com o processo de criação de mundo, e todo o medo e aventura requerido.

Deixe-me esclarecer: eu sou a favor do amor, e quando necessário, casamento. Casamento é o comprometimento em fazer de um amor uma vida inteira, uma vez que provavelmente uma nova vida poderá ser criada a partir dos pais. Amor é o que acontece quando alguém acha uma outra pessoa e o respeita o suficiente para desejar a união literal na forma de tempo insubstituível e possivelmente procriar. Se você olhar para o processo de procriação é bem romântico: nós funcionamos, então deixe que se faça outro de nós. Meu carinho e meus votos vão para vocês amantes adolescentes; que seu idealismo nunca morra. Vai para os casais mais velhos que passaram por tudo e fizeram com que funcionasse, para que ainda tenham ternura um com o outro. E acima de tudo vai para a minha geração, vocês intrépidos de 27-35 anos, que pensam que vocês sabem o que vocês deveriam ter e ficam tentando copiar a imagem da tela da TV pra vida.

Mas você deve reconhecer as instabilidades do amor. Primeiro, as escolhas envolvidas dependem das pessoas envolvidas e mais importantemente, o conhecimento e experiência delas (não é preciso de muitos amantes para ter experiência de vida: é preciso apenas experiência de vida). Você é cada experiência que teve e cada amante que teve. Através do tempo, o processo pode apodrecer e você pode se tornar incapaz de dizer a diferença entre amantes. Também o conceito de amor depende do que se vê. Seu amado pode estar escondendo um assassinato, ou uma traição; é difícil pensar em união completa com algo doentio. Finalmente, amor por si só se torna uma prisão, quando alguém tenta muito querer amar e não o bastante para a situação literal de duas pessoas ficando juntas. Quando eu vejo amor colocado como um signum imperium dessa forma, eu estremeço e penso em cristianismo.

June 19, 2007

Our gratitude to Dora for this translation.


Slashdot This! Bookmark on Windows Live! Bookmark on Newsvine! Bookmark on Reddit! Bookmark on Magnolia! Bookmark on Facebook!

Copyright © 1988-2010 mock Him productions